5 coisas que você deve considerar ao contratar um parceiro

O mercado de nuvem vem crescendo e se consolidando ano após ano. As pesquisas mostram que muitas empresas estão decididas de que querem, planejam ou estão atualmente rodando os seus projetos em nuvem.

Muitas dessas empresas contam com um parceiro especialista para obterem, de acordo com o seu cenário atual, o melhor caminho para seguir, afinal, muitas dúvidas surgem quando pensamos em quais projetos devemos migrar para a nuvem, qual é o melhor modo de utilizá-la, como garantir que os seus dados estejam seguros e como ter certeza que você está seguindo as melhores práticas dos Cloud Providers.

Hoje em dia, com tantas opções no mercado, é necessário ser criterioso na escolha de um parceiro para apoio nos projetos de nuvem. É importante ter parceiros com capacidade técnica, comprometimento na entrega e visão do negócio, para obter resultados significativos.

Por isso, reunimos 5 coisas que você precisa considerar ao contratar um parceiro para cuidar dos seus projetos.

#1 Custos

Talvez a primeira dúvida e principal abordagem em relação à contratação de um parceiro está relacionada aos custos.

O raciocínio que muitas empresas fazem é simples e direto: “se posso contratar os serviços de nuvem diretamente de provedores como AWS ou Azure, contratar um parceiro significa ter um custo adicional no projeto, certo?”. Na verdade, não.

As empresas que migram com um parceiro economizam nos investimentos totais de nuvem, em comparação àquelas que foram para a nuvem por conta própria. Isso acontece, porque devemos considerar que a nuvem é uma espécie de caixa de lego, com peças de diferentes cores e tamanhos.

Imagine entregarmos o mesmo grupo de peças de lego para dez pessoas e pedirmos para elas montarem um carro, sem qualquer molde e usando as peças que quiserem. Fatalmente, teremos dez carros diferentes no fim do exercício, isto porque as pessoas terão usado peças diferentes e em quantidades diferentes.

Assim é também na nuvem. A diferença é que ao combinar as peças da melhor forma, a empresa garante o menor custo para o projeto, com disponibilidade e segurança, eliminando o possível custo de time interno e arquitetura fora das melhores práticas. Se você montar o seu “carro de lego” junto com um parceiro, terá acesso às melhores práticas do Cloud Provider, tendo assim um projeto mais adequado, arquitetado e elaborado utilizando o que realmente for necessário.

#2 Competências e certificações

Outro ponto importante é verificar quais são as competências e certificações que esse parceiro possui. As competências atestam o parceiro, sua capacidade técnica e sucesso comprovado com clientes de diversos segmentos. E as certificações dos times também são importantes para a expertise do projeto.

Para conquistar uma competência na AWS por exemplo, o parceiro deve passar por uma rigorosa auditoria relacionada à tecnologia de um determinado setor, comprovando casos de sucesso e a confiabilidade de soluções.

As competências são importantes e podem ser uma boa estratégia no processo de escolha de um parceiro.

A BRLink, por exemplo, ao longo desse tempo, colecionou diversos selos de competência, juntamente com a AWS, como: DevOps, Education, Public Sector, Marketing & Commerce, entre outras; o que comprova a capacidade de entregar soluções de sucesso para os clientes.

#3 Casos de sucesso

Imagine que você não vê um amigo por algum tempo e quando o encontra percebe que ele está mais magro e com uma aparência mais saudável. A primeira coisa que você pergunta para ele é “O que você fez para conseguir isso?”. Você quer saber como ele fez para alcançar o objetivo que ele tinha e quais foram os desafios para conseguir.

A comprovação de um caso de sucesso é a mesma coisa, um caso contado pelo parceiro juntamente com o cliente pode ajudar, e muito, você a entender como a empresa trabalha e entrega os resultados. Claro que um desafio é diferente do outro, porém esses clientes contarão quais eram os desafios enfrentados, a solução proposta e principalmente os resultados obtidos. A partir daí você poderá entender como foi o trabalho do parceiro desenvolvido para o cliente e as experiências adquiridas.

#4 Projetos com parceiros são, em geral, mais seguros

Outra preocupação de muitas empresas é a segurança. Muitas delas acreditam que envolver um parceiro, que é uma terceira empresa no projeto, significa abrir novas brechas de segurança. Na prática, escolhendo um bom parceiro, a história é inversa.

Em primeiro lugar, para resguardar o seu negócio e suas informações estratégicas, você pode exigir a assinatura de um contrato de confidencialidade com o parceiro (popularmente conhecido pela sigla em inglês NDA ou Non Disclosure Agreement). Este contrato basicamente garante que as informações trocadas entre as empresas (cliente e parceiro) não serão compartilhadas por ambos, ou mesmo funcionários de ambos, durante ou após o processo de negociação.

O NDA pode ser assinado antes mesmo do cliente compartilhar informações com o parceiro, no momento do pré-vendas, ou seja, no início da negociação, e trata-se de algo corriqueiro neste mercado.

Outro ponto fundamental é conhecer as políticas de segurança adotadas pelo parceiro na sua rotina de trabalho. Parceiros minimamente organizados mantém cópias disponíveis para seus clientes conhecerem as suas políticas.

#5 Escolha um parceiro comprometido e inovador

Como vimos, na hora de escolher um parceiro é importante que você observe alguns pontos importantes. A inovação não pode ficar de fora e precisa ser uma constante. Uma gama enorme de novas soluções são lançadas diariamente e o parceiro precisa estar focado em entendê-las e se preparar para integrá-las nos projetos.

O comprometimento na entrega também é um fator que faz os clientes permanecerem por muito tempo com o parceiro, então procure saber quem são os clientes antigos e converse com eles, entenda como é o relacionamento deles com a empresa e como essa empresa trabalha com o Cloud Provider que você escolheu.

Se quiser saber mais sobre como um parceiro pode ajudar o seu negócio não deixe de entrar em contato com a BRLink.

Categorias: