Acesso ao Webinar – Otimização de custos na AWS: tudo o que você precisa saber

A governança e otimização de custos são algumas das principais vantagens do modelo de utilização de cargas de trabalho na nuvem. Nesse sentido, a nuvem traz dinamismo, possibilita que o profissional de infraestrutura tenha agilidade na inovação, diminui ciclos de aprovação e ainda contribui para redução de custos.

Desse modo, Arthur Basbaum, Migration Success Lead na AWS, e Erick Conte, Arquiteto de Soluções na BRLink, reuniram as principais dicas e ferramentas para auxiliar na otimização de custos na nuvem AWS. Confira:

Estabeleça políticas de acesso e alocação de custos

A primeira etapa para um projeto de otimização de custos bem sucedido é identificar os tipos mais comuns de desperdício e implementar uma política de acesso. Sem as restrições devidas, qualquer usuário pode subir instâncias que não estavam programadas e, assim, gerar custos altos e inesperados.

O AWS Organization é uma ferramenta muito interessante para ter essa governança, pois centraliza diversas contas e garante uma melhor gestão do faturamento e do controle de segurança. A alocação de custos é outra recomendação vantajosa para otimizar essa gestão. Com isso, ative tags de alocação de custos para cada departamento. As tags fornecem uma visão mais granular sobre o padrão de consumo da sua organização.

Defina um orçamento (AWS Budgets) para seus projetos

O trabalho de quebrar alguns custos por contas e fazer tagueamento facilita bastante essa parte do processo. Assim, o time de finanças tem uma melhor visibilidade sobre quanto cada um está gastando e isso ajuda a projetar um budget para esse centro de custo. Basicamente, são considerados dois fatores importantes para montar um budget por aplicação na AWS, que é o crescimento orgânico e o inorgânico.

O AWS Budgest é uma ferramenta de controle de custos que permite criar alertas dentro da sua conta, de modo a evitar custos inesperados no fim do mês. Os alertas podem ser configurados de duas formas: quando o time excede o valor estabelecido ou quando existe uma previsão de passar, o que proporciona tempo para agir proativamente.

Desenvolva um modelo de previsão de custos

Fazer um forecast é muito importante para ter uma ideia dos gastos futuros. O Cost Explorer é uma ferramenta gratuita, por meio da qual você pode obter isso. Se você já tem um ambiente “tagueado” e quer fazer um forecast por tag, por exemplo, é possível aplicar um filtro. Se, por outro lado, a empresa precisa definir um budget para o próximo ano, essa ferramenta também mostra uma previsão, pois ela se baseia no consumo dos últimos meses para dar uma recomendação para o futuro.

Se familiarize com os modelos de preços existentes

Na AWS, existem vários modelos de definição preço para atender aos requisitos de performance e eficiência de custo. Portanto, é muito importante conhecer esses modelos e selecionar o mais adequado para o seu negócio. Para EC2, existem os três modelos principais On Demand, Instâncias Reservadas e Spot.

On Demand é um modelo indicado para testes, sua demanda é bem estável, onde ainda se está testando o tamanho da máquina. Porém, depois saber como funciona e sua demanda, o mais interessante é migrar para o modelo de Instância Reservada, o qual é mais moderno e 75% mais barato do que o primeiro. Já o Spot, é um modelo mais arrojado do que os anteriores e usa a capacidade ociosa da máquina. Esse modelo possui baixo custo e é aproximadamente 90% mais barato do que o On Demand.

Selecione os tamanhos adequados para seus recursos

Rever o tamanho das máquinas e fazer um “Rightsizing” é outro ponto muito importante. As novas gerações da AWS são mais baratas e vantajosas nesse aspecto. Além de obter desconto ao obter uma máquina nova, como uma I5, por exemplo, o cliente garante desconto e uma performance maior ao mesmo tempo.

Além do Cost Explorer, existem duas grandes ferramentas disponíveis na AWS para checar oportunidades de rightsizing do seu ambiente, que são o Rightsizing Recommendations e o Compute Optimizer. Elas utilizam dados de consumo para sugerir máquinas mais baratas e que consigam manter a performance. A Optimizer é a mais completa de todas, pois faz recomendações entre famílias e ainda possui mais dados e gráficos.

Monitore seu consumo regularmente

De nada adianta implementar novos métodos ou desligar máquinas com pouca utilização se isso não for monitorado. A AWS também disponibiliza ferramentas para esse fim, como o CloudWatch, por meio da qual se consegue ver picos, acompanhar cpu e memória, disco dos recursos em determinados períodos, entre outras possibilidades.

Outras soluções para esse controle são o próprio Cost Explorer, o qual possibilita ter uma previsibilidade do gasto na AWS, o Trusted Advisor, o qual emite alertas sobre instâncias ociosas ou com uso em excesso. Por meio da automação, também é possível ligar/agendar e desligar instâncias. Outra dica para monitoramento é o Cloud Insights, uma ferramenta desenvolvida pela BRLink que gera insights tanto de custos quanto de segurança e que centraliza diversas ferramentas, como CloudTrail, Cost Explorer, entre outras.

Se você precisar de apoio com relação à análise para redução de custos em seu ambiente, acione o nosso time, podemos apoiá-lo neste desafio.

Acesse nossa landing page: https://land.brlink.com.br/parceiro_aws/

Categorias: